3 dúvidas que podem surgir ao abrir um CNPJ

3 dúvidas que podem surgir ao abrir um CNPJ

Publicado em16/08/2022

Tempo leitura13min 18s

Copiar link

Para muitos profissionais, abrir um CNPJ gera inúmeras dúvidas tanto em relação aos procedimentos quanto às implicações para o negócio. Isso porque envolve os aspectos tributários e definição do porte e tipo de empresa a ser constituída.

Além disso, é preciso ter em mente que todas as atividades desenvolvidas pela empresa precisam estar conforme as definições de abertura do CNPJ. De fato, são várias as exigências a serem cumpridas para atender a legislação.

Tendo isso em vista, a Contabilidade.com preparou esse artigo para esclarecer três das principais dúvidas ao abrir o CNPJ. Além de oferecer algumas dicas para abertura de um CNPJ e informações a respeito da certificação digital e-CNPJ.

Entenda a importância de abrir um CNPJ

Atualmente, abrir um CNPJ corresponde ao processo de formalização do negócio, admitido pelo governo e permitindo a emissão de notas fiscais. De fato, o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) funciona como uma identidade para a empresa.

Este número de identificação é importante para que a Receita possa controlar e fiscalizar as operações das empresas. De fato, acompanhando se estão conforme a lei e arcando com os impostos devidos, além de oferecer respaldo jurídico e legalidade fiscal.  

Para a abertura de um CNPJ é preciso tomar algumas decisões a respeito do negócio, que estão associadas com os seguintes aspectos:

  • Impostos, contribuições e taxas a serem pagas;
  • Limite de faturamento anual;
  • Número de funcionários;
  • Atividades permitidas para cada tipo de empresa;
  • Forma de sociedade a ser constituída.

Nesse sentido, é importante entender que abrir um CNPJ permite que a empresa possa utilizá-lo da seguinte forma:

1 – Permite a emissão de notas fiscais e a contratação de serviços;

2 – Efetuar compras em nome da pessoa jurídica;

3 – Realizar a abertura de uma conta jurídica em um banco;

4 – Pedir financiamentos e outras linhas de crédito, específicas para empresas, inclusive do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES);

5 – Ter uma relação custo x benefício maior comparado a Pessoa Física;

6 – Prestar serviços para grandes empresas e maiores, emitindo nota fiscal

7 – Contribuir com a previdência, assegurando para o empreendedor o direito à aposentadoria e aos demais auxílios previdenciários;

8 – Realizar a formalização dos funcionários, com registro e garantia dos direitos trabalhistas.

Principais dúvidas para abrir um CNPJ

Para abrir um CNPJ, o empreendedor deve analisar os diversos fatores envolvidos, que normalmente são os pontos que mais geram dúvidas aos empreendedores. Por isso, veja a seguir as 3 principais dúvidas para abrir um CNPJ:

1 –  Qual o tipo de empresa mais adequado para um CNPJ para o meu negócio?

Para desenvolver as atividades empresariais existem diferentes tipos de empresas,  que variam conforme as atividades exercidas, sendo:

Empresário Individual (EI)

Este tipo de empresa é adequado para os negócios que não contam com a participação de sócios, sendo que o proprietário responde pelas obrigações assumidas com seus bens pessoais. Ou seja, não existe separação do patrimônio da empresa e do proprietário.

Nesse tipo de empresa é permitido exercer a atividade industrial, comercial e prestação de serviços, com exceção das profissões intelectuais, científicas, artísticas e literárias. Além dos profissionais autônomos, tais como: psicólogos, médicos, engenheiros, dentre outros.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Na modalidade de Eireli, os bens pessoais ficam resguardados, pois existe a separação entre o patrimônio da empresa e do seu proprietário. Assim como não existe a obrigação de ter sócios, por isso, o nome do negócio deve ser o mesmo do seu proprietário.

Contudo, para a abrir um CNPJ com o tipo de empresa Eireli é necessário investir um capital social equivalente a 100 salários mínimos vigentes na época.

Sociedade Empresária Limitada (Ltda)

Este é um tipo de empresa que precisa de dois ou mais sócios, sendo que cada um dos sócios responde pela empresa conforme a participação no capital social. Assim como os sócios podem tomar todas as decisões relativas ao negócio.

Todo o funcionamento da empresa é especificado no Contrato Social, sendo que a entrada e saída de um sócio deve ser realizada mediante alteração do Contrato Social. 

2 – Como definir o porte da minha empresa para abrir um CNPJ?

O porte da empresa deve ser definido tendo em vista a legislação vigente que admite três tipos de enquadramentos, sendo:

MEI (Microempreendedor Individual)

Neste porte, estão as empresas que não contam com sócios e que o faturamento anual é de R$ 81 mil. Além disso, devem ser optantes do Simples Nacional e a legislação admite a contratação de apenas um funcionário com remuneração de até um salário mínimo.

Microempresa (ME)

Nesta modalidade, a empresa deve ter uma receita bruta anual até R$ 360 mil, podendo optar por um dos regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Além disso, precisa fazer o registro em uma Junta Comercial.

Contudo, pode contratar até 9 funcionários no caso do comércio e serviços, e para as indústrias pode chegar até 19 empregados.

Empresa de Pequeno Porte (EPP)

Neste tipo de empresa, o faturamento bruto anual varia de R$360 mil até R$4,8 milhões, podendo optar por um dos regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Sendo necessário fazer o registro em uma Junta Comercial.

Para a contratação de funcionários, a lei estabelece que de 10 a 49 empregados para o comércio e serviços e para as indústrias de 20 a 99 colaboradores.

3 – Como pagar menos impostos ao abrir um CNPJ para o meu negócio?

Para abrir um CNPJ para o seu negócio, é preciso definir o melhor enquadramento tributário visando diminuir a carga tributária da empresa. Isso porque existem três regimes que oferecem diferentes opções conforme o tipo e porte da empresa. Veja a seguir:

Simples Nacional 

Este regime tributário oferece inúmeras vantagens para os empreendedores, pois permite o recolhimento em uma única guia mensal. Ou seja, usando a guia do Documento de Arrecadação do Simples Nacional  (DAS). 

Para se enquadrarem neste regime, as empresas podem ter um limite de faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões. Além disso, os portes das empresas que podem ser optantes do Simples Nacional são as MEIs, MEs e EPPs. 

Lucro Presumido

Nesta modalidade de tributação ocorre uma presunção da Receita Federal para estimar o lucro da empresa. Desse modo, o faturamento bruto anual deve ser considerado de forma completa, sendo que não é permitido que ultrapasse a R$ 78 milhões.

Além disso, para recolher o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), as empresas optantes devem realizar os cálculos conforme a presunção da Receita Federal.

Lucro Real 

Algumas empresas têm a obrigatoriedade de se enquadrarem no regime de tributação do Lucro Real, tais como: instituições financeiras, sociedades de crédito e corretoras, dentre outras.

De fato, é um regime mais complexo e mais adequado para empresas com margem de lucro menor que 32%. Isso porque o cálculo do Imposto de Renda deve ser feito com base no lucro contábil da empresa, necessitando de alguns ajustes conforme a lei fiscal. 

Dicas importantes para abrir um CNPJ

Saiba que abrir um CNPJ exige inúmeras decisões do empreendedor a respeito das atividades a serem desenvolvidas pela empresa. Por isso, é interessante conhecer algumas dicas para facilitar esse processo e não esquecer de nenhum detalhe. Veja a seguir:

1 – O Contrato Social precisa ser bem elaborado, para evitar erros e problemas futuros. Por isso, é interessante contar com o suporte de uma empresa especializada em contabilidade, tendo em vista a definição dos seguintes pontos:

  • Tipo de empresa com nome, endereço, atividade, dentre outros;
  • Enquadramento das atividades na lista de Classificação Nacional de Atividades Econômicas, o CNAE
  • Apresentação dos sócios especificando quem são e suas atribuições;
  • Investimento inicial de capital social e como será integralizado pelos sócios.

2 – O Registro do contrato social na Junta Comercial requer muita atenção, pois se trata do registro para a geração do seu CNPJ. Por isso, confira todos os detalhes da documentação a ser apresentada.

3 – A inscrição municipal equivale ao registro na prefeitura do município para obter uma identificação municipal, que funciona como uma permissão de funcionamento.

4.º – Importante não esquecer da Taxa de Fiscalização de Estabelecimento (TFE). Isso porque é uma taxa com valores definidos em uma tabela e deve ser paga para a prefeitura do município, anualmente.   

5 – A emissão de nota fiscal é obrigatória e nos municípios em que a Nota Fiscal Eletrônica já foi implementada, a sua empresa terá de se preparar para emitir dessa forma.

6 – A marca da empresa deve ser registrada para garantir proteção contra uso indevido e possíveis fraudes.  Saiba que uma marca registrada agrega valor ao negócio, além de ser um patrimônio de grande valor para a empresa.

Como funciona a certificação digital para abrir um CNPJ?

Saiba que o certificado digital é um documento eletrônico que contém os dados da empresa e serve para comprovação mútua de autenticidade. Sem dúvida, é como se fosse uma carteira de identidade eletrônica, assegurando a segurança de operações via internet.

Nesse sentido, torna-se necessário adquirir o Certificado Digital E-CNPJ tipo 1, que permitirá maior agilidade nas entregas. De fato, é muito usado para a assinatura de documentos de forma online.

Estes certificados garantem a legitimidade, confidencialidade e integridade das informações fornecidas. Conforme a Medida Provisória n. 2.200-2, em seu artigo 10, podem substituir o papel manuscrito e oferecer maior segurança para o controle de acessos.

Na Contabilidade.com você também pode contar com esse serviço, te livrando de mais essa burocracia.

Saiba como a Contabilidade.com pode ajudar para abrir um CNPJ

Com este artigo, a Contabilidade.com apresentou uma explicação detalhada sobre as principais dúvidas para abrir um CNPJ. Isso porque são dúvidas voltadas para pontos essenciais do negócio e podem impactar na performance da empresa. 

Para entender mais a respeito do assunto, conheça as soluções oferecidas pela Contabilidade.com para incrementar as suas atividades.

Isso porque é a primeira contabilidade online 100% para autônomos, freelancers, profissionais liberais e pessoas jurídicas, com expertise em prestadores de serviços. 

Veja as nossas soluções que temos para o seu negócio:

  • Abertura gratuita de empresa (sem taxas para São Paulo);
  • Cálculo de todas as suas guias, seus impostos e pró-labores;
  • Manter sua empresa em dia com todas as obrigações do governo – Imposto de renda da pessoa jurídica (IRPJ) incluso;
  • Emitir relatórios contábeis assinados sempre que você precisar;
  • Atender rapidamente seus chamados e solicitações (WhatsApp, telefone, e-mail) e conectar seu problema direto com quem resolve;
  • Plataforma que emite notas fiscais e encaminha para seu e-mail e/ou contratante no mesmo dia da solicitação;
  • Organizar a melhor estratégia fiscal para sua empresa, de modo a pagar menos impostos possíveis e otimizar a economia do seu capital;
  • Sua contabilidade, financeiro e pagadoria, serviço completo.

Para mais informações sobre as nossas soluções contábeis e financeiras, entre em contato com a Contabilidade.com e conheça tudo que temos para incrementar o seu negócio.

Avalie este artigo

0.0

Compartilhe
Copiar link

Todas as Postagens

Ver todas as postagens
Abrir CNPJ Abrir CNPJ em Brasília

17/07/2024 | 6min 5s de leitura

Abrir CNPJ Abrir CNPJ em Belo Horizonte

17/07/2024 | 6min 51s de leitura

Abrir CNPJ Abrir CNPJ em Curitiba

17/07/2024 | 6min 47s de leitura

Abrir CNPJ Abrir CNPJ em São Paulo

17/07/2024 | 5min 34s de leitura

Abrir CNPJ Abrir CNPJ no Rio de Janeiro

17/07/2024 | 4min 51s de leitura

Abrir CNPJ Abrir CNPJ para Médicos

16/07/2024 | 6min 48s de leitura

FIQUE LIGADOAssine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

Informe seu e-mail e teste grátis!

evoluindo na prestação de serviços

Transforme sua MEI em ME

Nosso time de contadores te auxiliará durante todo o processo de escolha para o seu perfil profissional. Seja qual for a opção escolhida, realizaremos o desenquadramento, ou baixa do seu MEI, de forma gratuita. Com suporte prioritário para dúvidas.

Desenquadrar MEI para ME grátis

Novo app de contabilidade disponível para iOS e Android

Sua tranquilidade nossas responsabilidade, projetamos sempre com inovação nossos produtos digitais e com as melhores tecnologias do mercado.

Converse com nossa equipe comercial e tire suas dúvidas!

Preencha as informações ao lado e escolha sua opção de contato preferida para conversar com nossa equipe.